BLOG

Síndrome dos Edifícios Doentes

A Síndrome dos Edifícios Doentes foi estipulada pela Organização Mundial da Saúde como sendo um conjunto de sintomas que atingem uma considerável parte dos ocupantes de um edifício que incluem: dor de cabeça, problemas nos olhos (irritação, dor, secura, coceira ou constante lacrimejamento), problemas nasais
(constipação nasal, coriza ou irritação nasal), problemas de garganta (secura, dor ou irritação), problemas no tórax (sensação de opressão e dificuldade respiratória), fadiga e letargia (sonolência e debilidade), anormalidades na pele (secura, coceira ou irritação) e problemas de concentração no trabalho.

Uma ventilação adequada e suprimento de ar fresco elimina ou minimiza muitas das irritações em olhos, nariz, garganta e pele causadas por substâncias químicas presentes no ar provenientes do meio interno.
A manutenção periódica dos filtros e do sistema de ar condicionado e análises da qualidade do ar interior mantém a qualidade do ar, minimiza muito os sintomas e garante um ambiente mais saudável e confortável.

Sistemas de filtros adequados podem remover boa parte da poeira proveniente do ar externo e sistemas de ar condicionado e controle de temperatura podem ser ajustados a condições climáticas específicas para garantir um conforto maior para os ocupantes.

Menu
Open chat
Podemos ajudar?
Powered by